Precisa de ajuda?

Porto Vida On

É você seguro para a vida: são proteções e benefícios importantes para os momentos de transições.

Coberturas

Morte (natural ou acidental) – o(s) beneficiário(s) recebe(m) um valor para auxiliar nesse momento difícil.

Invalidez permanente – (total ou parcial por acidente): você mesmo recebe o valor para custear possíveis despesas com tratamento, cuidadores, medicamentos e até aluguel de equipamentos de mobilidade.

Assistência funeral – apoio financeiro para as cerimônias de funeral.

 

E mais: 2 benefícios opcionais à sua escolha

  • Telemedicina (opcional): 24h / 7d
  • Porto Seguro Viagem Nacional (opcional)
  • Reparos Domésticos (opcional)

 

Você será direcionado(a) à página da Porto - Seguros®
Fazer cotação online

Porto Vida On

Coberturas

Morte

de qualquer natureza, seja ela natural, doença ou acidental

Invalidez

Permanente, total ou parcial por acidente ou doença

Antecipação especial

em casos de doenças em fase terminal

Doenças graves

Antecipação de indenização, se diagnosticados diversos tipos de doenças consideradas graves.

Diária por incapacidade temporária

em decorrência de doença ou acidente que impeçam de desenvolver sua atividade profissional

Assistências

Funeral (individual ou familiar), segunda opinião médica, cesta básica temporária, entre outras.

Por que confiar na Meta Prevent?

Seguros relacionados

Plano Odontológico

Com os dentes saudáveis, o sorriso é garantido

Saiba mais

Plano de Saúde

Escolha sua operadora com autonomia e segurança.

Saiba mais

Privado: Seguro de Acidentes

A proteção e tranquilidade é para sua família.

Saiba mais

Dúvidas Frequentes

O breve é sempre o melhor momento. Para definir sobre as preocupações, é importante avaliar cada fase da vida em que vivemos.

Podemos pensar que é cedo e não precisamos de um seguro de vida, e isto ocorre especialmente quando somos solteiros e sem filhos. No entanto, é ideal pensarmos em uma situação financeira própria e focarmos em cláusulas de invalidez permanente, que aliviarão questões financeiras e possíveis despesas com cuidadores, enfermeiros, etc. Outro ponto é garantir tranquilidade financeira em caso de afastamento temporário do trabalho, ou até mesmo uma antecipação em caso de doença (fase terminal).

A responsabilidade de amparar filho(s) requer uma avaliação dos riscos de invalidez e da perda de renda temporária. Preconizar um seguro de morte por qualquer causa, e até dobrar a cláusula de invalidez por acidente, passa a ser extremamente útil. As coberturas de doenças graves ou diagnóstico de câncer, vão auxiliar no tratamento ou para utilizar como quiser.

A preocupação é deixar o cônjuge amparado mesmo que ainda não tenha filhos. Já existem sonhos e objetivos compartilhados, e as despesas passam a ser divididas. Isto pode aliviar a necessidade de uma cobertura com valores altos, entretanto já se pensa na contratação de uma cláusula dando cobertura ao cônjuge. Duas apólices farão mais sentido, e um protege o outro.

Entrou na fase mais crítica das “necessidades”, e a sensibilidade está em alta.  O futuro dos filhos depende de recursos suficientes para a manutenção dos estudos, padrão de vida e o bem estar da família.  5 ANOS é o tempo que uma família demora para se recompor emocional e financeiramente após a perda do provedor. E os valores de uma apólice devem considerar o tempo que falta para conclusão dos estudos, e quanto precisaria para prover esta fase. É hora de “aumentar” os valores segurados com o máximo de coberturas, considerando receitas e despesas mensais.

Com o aumento da idade passamos a correr outros riscos (infartos, AVC ou outras enfermidades), e permanecemos na fase crítica das necessidades. Embora as perspectivas de recuperação emocional da família sejam mais promissoras, o futuro dos filhos está sempre em alta. Os estudos já estão entrando em fases conclusivas (universidade, pós-graduação, intercâmbio) e fazem com que a necessidade de manter os valores segurados, também em alta.

As preocupações com a formação dos filhos já são mínimas. As necessidades de prover a família diminuíram e a tendência é que estejam independentes financeira e economicamente. Já é um bom momento para reduzir os capitais segurados, e pensar apenas em deixar uma herança. Some-se ao patrimônio conquistado e pense nas despesas com inventário.


Acompanhe nas redes sociais

Central de atendimento