Precisa de ajuda?

Resoluções de ano novo: como cuidar das finanças e se preparar para o novo ano

Finanças 24/01/2023

Assim que um novo ano se inicia, é comum fazermos uma lista de objetivos e também despertarmos velhos sonhos e o desejo de colocá-los em prática. Mas, sem planejamento financeiro, muitos deles podem acabar, mais uma vez, apenas no papel. Portanto, se você considera que a sua vida financeira nunca está organizada o suficiente para extinguir suas dívidas ou investir em algum propósito, é importante mudar isso o quanto antes para que seu novo ano possa ser mais produtivo. 

Uma etapa fundamental nesse processo de mudança é o planejamento financeiro, ou seja, equivale a você registrar tudo o que acontece com o dinheiro que entra e sai das suas mãos. Muitas pessoas têm medo disso, mas a transparência consigo mesmo é o que vai deixar todo o processo mais fácil. 

Então, chegou a hora de fazer o seu ano diferente, confira essas dicas e comece a colocá-las em prática hoje mesmo!

Faça uma retrospectiva

Dificilmente resultados são alcançados com hábitos antigos. Por isso, pense na sua vida financeira de forma geral até o presente momento: quais são as despesas necessárias, as opcionais, as sazonais e quais são as corriqueiras, como pedido de delivery de última hora ou aqueles cafezinhos não planejados durante o mês. Reveja todas as suas contas e veja se tudo o que foi pago durante o ano foi realmente necessário. Nesse momento, vale a pena reavaliar aqueles canais de streaming que talvez você esteja pagando e não utilizando, anuidades de cartões de créditos, juros por pagamentos atrasados. Coloque tudo no papel para ter noção exata do que entra de dinheiro e do que sai. 

Faça uma planilha de controle

Sim, já deu para perceber que controlar cada despesa sua vai ser importante na sua reorganização financeira. Portanto, elaborar uma planilha de controle vai ser fundamental nesse novo ano que se inicia. Na internet é possível encontrar diversos modelos e você pode escolher aquele que se adapta mais a sua realidade. Também é possível utilizar aplicativos que têm a mesma funcionalidade. Uma dica de controle é separar as despesas em categorias, por exemplo, com o controle de gastos pessoais e os gastos familiares. 

Meta financeira definida

Quais são os seus objetivos para este ano e quanto eles custam? Saber exatamente o que você quer e o quanto de dinheiro precisará para realizá-los é fundamental. Lembra que falamos sobre transparência? Ninguém chega a algum lugar sem saber exatamente aonde quer ir.  Defina objetivos de curto, médio e longo prazo. 

Quite suas dívidas

É possível que você pense “não é tão fácil assim para quitar as dívidas”. Em muitos casos o processo pode ser mais demorado, mas o caminho precisa ser encontrado. Para isso, os passos anteriores são importantes, saber exatamente o que você ganha de dinheiro por mês, quanto gasta, onde pode economizar e quanto você poderá dispor para quitar as suas dívidas. A partir disso, reúna-se com os seus credores e inicie processos de negociação.  

Se for possível, pague à vista

A possibilidade de parcelamento sempre é atraente, ainda mais se o bem for de algum valor mais alto. Porém, é importante lembrar que junto disso, também vêm os juros. Por isso, se é algo que você não tem necessidade imediata, prefira sempre se planejar e guardar um dinheiro para que possa fazer a compra à vista. Essa é uma boa opção para quem está começando a se reorganizar financeiramente novamente, pois possibilita um controle imediato do dinheiro.

E por aí, como está a sua organização financeira? Como vimos a transparência consigo mesmo a respeito dos seus gastos é fundamental para manter uma vida financeira saudável. Mais uma dica para sempre ter insights e novas ideias de planejamento é ficar de olho em perfis nas redes sociais que fornecem muitos conteúdos sobre o tema ou realizar cursos de curta duração sobre educação financeira.

Não deixe de considerar que seu planejamento financeiro deva conter algum investimento para o futuro. O Consórcio de Imóvel pode ser uma excelente opção para contribuir mensalmente para este fundo, e sua “reserva forçada” se transforme no aumento considerável do patrimônio.


Acompanhe nas redes sociais

Central de atendimento