Precisa de ajuda?

Financiamento de imóveis: entenda como funciona

Dicas 08/08/2023

O financiamento imobiliário é uma alternativa para grande parcela da população para a aquisição de um imóvel e concretização do grande sonho da casa própria, ficando livre do aluguel. Saiba mais sobre os financiamentos de imóveis e como são feitos.  

Como é feito o financiamento de imóveis

Na prática, é como um empréstimo, em que o comprador do imóvel contrata a instituição bancária para ter acesso ao crédito do valor do imóvel, mediante a uma entrada pré-estabelecida. Após a concretização do contrato, começa-se a pagar as parcelas mensais vinculadas ao bem, que podem ser em um prazo de até 35 anos e abranger até 90% do valor total.

Etapas para financiar um imóvel

Assim como muitos processos de compra, a aquisição de um imóvel é burocrática e precisa ser seguida à risca para não haver nenhuma dor de cabeça. 

Logo que a escolha do imóvel for realizada, segue-se para a análise de crédito, etapa na qual a instituição financeira faz a análise das informações do comprador para aprovar ou recusar o financiamento. Aprovado, é definido o tipo de financiamento e o plano de pagamento, bem como a inspeção do imóvel por um profissional habilitado.

Em seguida, é a hora de lidar com as questões jurídicas: o banco avaliará a documentação da negociação para depois realizar as assinaturas do contrato. Para concluir, é necessário que o comprador faça o registro do imóvel em um cartório. Vale ressaltar que a liberação de um financiamento imobiliário leva em média 40 dias.

Tipos de financiamento

Há dois tipos de financiamento de imóveis. O Sistema Financeiro de Habitação (SFH) utiliza os recursos da poupança e do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e apresenta algumas definições, como valor máximo de R$1,5 milhão; financiamento de 80% do valor do bem; prestações de no máximo 30% da renda; prazo de 35 anos; entre outras.

Já o Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI) proporciona mais negociação, pois, além de aceitar FGTS, tem taxa de juros variável, aceita financiar até 90% de imóveis acima de R$ 1,5 milhão e não limita a prestação conforme a renda. 

Visto isso, foi possível perceber que são muitos os fatores envolvidos na aprovação de um financiamento. Por esta razão, se informar ao máximo sobre todas as possibilidades e condições é crucial para que os planos imobiliários se realizem.


Acompanhe nas redes sociais

Central de atendimento