Precisa de ajuda?

Como funciona um empréstimo?

Dicas 07/03/2023

É possível em que algum momento da vida você já tenha precisado ou pensado em fazer um empréstimo pessoal para algum objetivo específico ou solucionar uma dívida, por exemplo. Até, quem sabe, seja agora essa a situação. Por isso, para que você possa realizar o seu empréstimo com mais segurança, separamos algumas informações que podem ser úteis. Confira!

O que é o empréstimo pessoal?

O empréstimo pessoal é um tipo de empréstimo que permite que uma pessoa obtenha dinheiro emprestado de uma instituição para atender às suas necessidades financeiras imediatas. Esse tipo de empréstimo pode ser útil em várias situações como para pagar dívidas, realizar reparos em casa, pagar despesas médicas, realizar um curso mais caro, fazer uma festa de aniversário ou casamento, cobrir qualquer outra despesa inesperada, ou, ainda, consolidar dívidas em uma única fonte.

Quais são as opções de empréstimo?

Existem várias opções de empréstimos pessoais disponíveis no mercado, cada uma com suas próprias taxas de juros e prazos de pagamento. Geralmente, os empréstimos pessoais são concedidos com base na renda e na pontuação de crédito do solicitante. Isso significa que, se você tiver uma boa renda e uma pontuação de crédito saudável, terá mais chances de ser aprovado para um empréstimo pessoal.

Ao solicitar o empréstimo, o valor a ser emprestado será acordado entre você e a instituição bancária ou financeira. Ao fazer isso, você irá concordar em pagar o valor do empréstimo de volta, acrescido de juros e outras taxas, em um prazo definido. As taxas de juros de créditos pessoais costumam ser mais altas que outros tipos de empréstimos (os credores veem essa modalidade como mais arriscada, já que não existe uma garantia).

Veja as principais modalidades de empréstimos existes:

Empréstimo com Garantia de Imóveis

Financiamento Imobiliário

Uma das principais diferenças entre os empréstimos pessoais e os financiamentos, é que os empréstimos são concedidos com a oferta de uma garantia real, de um bem livre de ônus. Pode ser um imóvel ou automóvel (refinanciamento), o uso do dinheiro é livre, e as taxas são mais atrativas.

Existem outras modalidades de empréstimos (como cartões rotativos ou consignados) que podem dispensar as garantias. Porém as taxas são maiores em função dos riscos que envolvem a operação.

Por outro lado, os financiamentos servem para a  custear a aquisição de um bem específico (auto ou imóvel) e o utilizará como garantia.

Em resumo, se você precisa de dinheiro na mão para custear uma despesa, o ideal é o empréstimo com garantia (refinanciamento). Mas se você  precisa adquirir um bem, o financiamento pode ser o caminho.

Cuidados ao contratar um empréstimo

Contratar um empréstimo é uma decisão financeira importante e, portanto, requer cuidados e atenção especial. Existem algumas precauções que você deve tomar ao solicitar um empréstimo para garantir que está fazendo a escolha certa: avalie a sua própria capacidade de pagamento; compare as taxas de juros das instituições e analise as condições de pagamento. 

É importante lembrar também que os empréstimos pessoais devem ser usados com cautela. Se você não pode pagar o valor do empréstimo mais as taxas dentro do prazo definido, pode acabar com mais dívidas e dificuldades financeiras adicionais. Portanto, é importante considerar cuidadosamente suas opções e ter um plano antes de assinar o contrato.


Acompanhe nas redes sociais

Central de atendimento